Grupo 5 2017-1

De Projeto Paisagístico
Ir para: navegação, pesquisa

Infraestrutura no Jardim Canadá


Grupo: Bruna, Denise, Raissa, Ricardo, Tania e Yanê


Introdução

Link para TP1: https://docs.google.com/presentation/d/1a7EPeUDJGy-hhBSqOarsqsBov3hn-SiCnRJjMTD7CA0/edit?usp=sharing

Link para TP2:

Estudos Precedentes

Infraestrutura urbana

Infra-Estrutura Urbana é o nome dado ao conjunto de equipamentos e serviços necessários ao desenvolvimento das funções urbanas, tendo como objetivo final a prestação de um serviço - por ser um sistema técnico, requer algum tipo de operação e algum tipo de relação com o usuário. As funções urbanas podem ser definidas nos seguintes aspectos:

  • Social: condições adequadas de moradia, trabalho, saúde, educação, lazer e segurança;
  • Econômico: possibilidade de desenvolvimento de atividades de produção/comercialização de bens e serviços;
  • Institucional: oferta de meios necessários ao desenvolvimento de atividades político-administrativas da própria cidade.

O Sistema de Infra-estrutura urbana pode ser ainda visto como o conjunto de diversos subsistemas técnicos dentro do ambiente urbano, composto pelo Sistema Viário, Sistema de Drenagem Pluvial/Abastecimento de Água, Sistema de Esgotamento Sanitário, Sistema Energético e Sistema de Comunicações.

A qualidade do espaço urbano se prende a um conjunto complexo de fatores ligados, não apenas à tipologia da construção como ao meio ambiente interno e externo, apoiados em equipamentos sociais e urbanos próximos, e nas redes de infra-estrutura e serviços correspondentes. E deve estar dentro das possibilidades de desempenho da população, nas suas condições econômicas e culturais específicas .

Apresentação da área de estudo

Localização

Localização Jardim Canadá
Jardim Canadá

O Bairro Jardim Canadá está situado na Região Oeste de Nova Lima, localizado na porção Sul da Região Metropolitana de Belo Horizonte, um dos principais eixos de expansão metropolitana. Sua localização evidencia alguns desafios como as limitações de seu meio físico (altas declividades, características geológicas e geomorfológicas, importantes formações florestais, existência de importantes áreas de proteção de mananciais de abastecimento de água da Região Metropolitana, além da concentração da propriedade da terra disponível nas mãos de grandes empresas mineradoras (PEIXOTO, Monica. 2015). A principal via de acesso ao Bairro Jardim Canadá se dá pela rodovia BR-040, que o divide.


Histórico de Ocupação

O processo de ocupação do Jardim Canadá iniciou-se por volta de 1980, mesmo sem infraestrutura necessária. Casas construídas para militares - que não haviam sido ocupadas até então - foram invadidas pela população de média renda, que solucionaram individualmente as questões de água e esgoto.

Mesmo com o parcelamento original do bairro datado de 1958, a infraestrutura não foi implantada naquele momento, deixando a cargo do poder municipal tais obras ao longo do crescimento da ocupação. Dessa forma, a qualidade urbana e a melhoria das redes de abastecimento e drenagem não acompanharam a expansão populacional do bairro que, em 2010, era estimada em torno de 5 mil habitantes.


Zoneamento

Zoneamento Jardim Canadá

Quanto ao zoneamento, a Prefeitura de Nova Lima classifica as áreas do bairro Jardim Canadá como:



Tipos de Ocupação

Lotes Ocupados e Vagos - Jardim Canadá


O Jardim Canadá possui área de 3.225.801 m² e um total de 5.762 lotes parcelados, sendo que 5.030 foram implantados. Deste total, 47% estão ocupados e 53% estão vagos. A maior parte dos lotes (cerca de 96%) tem área média de 360 m².

O mapa ao lado refere-se à situação atual do loteamento do bairro, de acordo com a Prefeitura de Nova Lima (2010), dividida em 5 áreas:

Ocupação quanto ao uso

- Área urbanizada

- Área não-urbanizada incorporada à mineração do Capão Xavier

- Área industrial não-urbanizada

- Área não urbanizada e incorporada à Estação Ecológica de Fechos

- Área especial de expansão urbana


Com o licenciamento da Mina Capão Xavier, parte dos lotes do setor norte do bairro foi comprada pela empresa MBR. Para a desafetação das área públicas da região, foi feita uma permuta com o Município de Nova Lima onde definiu-se no Plano Diretor a ZEEU - Zona Especial de Expansão Urbana, área do outro lado da BR-040 com aproximadamente 100.000m².

Distribuição de Renda

Ao contrário dos loteamentos privados próximos ao Jardim Canadá, voltados para moradia de alta renda, o bairro apresenta uma ampla variedade na ocupação e no caráter social de seus moradores. Segundo os Censo Demográfico de 2000, disponibilizado pelo IBGE, 63% dos moradores do bairro possuíam renda de até 3 salários mínimos:


Situação dos domicílios - Jardim Canadá

Em 2009, segundo o cadastro do Programa de Complementação de Renda, no bairro Jardim Canadá moravam 268 famílias em situação de carência habitacional que se enquadravam nos programas de habitação de interesse social. Tais números tendem ao crescimento.

Por outro lado, o bairro Jardim Canadá é considerado hoje o principal núcleo de concentração industrial e comercial do município de Nova Lima, segundo a prefeitura. Nele estão instaladas cerca de 700 empresas: 606 empresas comerciais, 38 prestadoras de serviços e 58 indústrias, sendo o segundo maior contribuinte de arrecadação tributária da cidade. Conforme dados da Associação Industrial e Comercial do Jardim Canadá (AICJC), o bairro gera cerca de seis mil empregos diretos.

A localização estratégica às margens da BR-040 e a infraestrutura logística bem estruturada favoreceram o desenvolvimento e o dinamismo das empresas instaladas no local. São encontrados vários ramos, dentre eles engenharia, tecnologia, gastronomia, eventos, construção, comércio, design, industrial, moveleira etc.


Jardim Canadá e a Atividade Mineradora

Jardim Canadá

As atividades desenvolvidas na Mina Capão Xavier foram iniciadas em junho de 2004, com previsão de exploração em torno de 17 anos. O empreendimento apresenta lavra a céu aberto para exploração de minério de ferro. Ao longo do tempo a mina trouxe questões e prejuízos tanto para o Jardim Canadá quanto para a região metropolitana de Belo Horizonte.

Em grande escala, ela interfere em quatro mananciais de abastecimento público de Belo Horizonte: Fechos, Mutuca, Catarina e Barreiro. Antes de ser iniciada a operação da Mina de Capão Xavier, estes mananciais, classe especial, eram responsáveis pelo abastecimento de 320.000 pessoas – isto é, 13% da população de Belo Horizonte ou 7% da região metropolitana – destacadamente das regiões Sul e Barreiro de BH.

Tais questões maiores não serão o foco do projeto. Preocupa-se aqui com a menor escala de repercussão, que diz respeito ao Jardim Canadá: com a instalação da mina foi perceptível o esvaziamento do terreno pela população de classe média que ali residia, além dos problemas com barulho das explosões e poeira resultante da exploração.


Iluminação e Arborização

Arborização

Andando pelo Jardim Canadá é possível perceber uma escassez de arborização, assim como praças ou espaços públicos de lazer. Combinado com a Iluminação pública por vezes falha, as ruas tornam-se áridas e mal-iluminadas, afastando assim quaisquer outras possibilidades de apropriação do espaço público.

Atualmente, a única praça existente no bairro é a Praça Quatro Elementos, que fica entre as Avenidas Montreal e Quebec. Assim como o restante do bairro, a praça apresenta pouca arborização e iluminação, desqualificando o caráter de permanência do espaço - durante o dia, pela grande incidência solar e com os efeitos da atividade mineradora e durante a noite, pela sensação de insegurança causada pela falta de pessoas nas ruas e pouca iluminação. O projeto de iluminação pública do Jardim Canadá pode ser caracterizado por dar uma ênfase maior às vias de maior tráfego (motorizado e de pedestres) onde a tipologia empregada são “Bilateral Alternada” e “Frente a Frente”, como mostrado nos esquemas ao lado. Já no caso das vias locais, a tipologia utilizada é a Unilateral.

Praça Quatro Elementos
Praça Quatro Elementos


Um dos parâmetros indicados na Cartilha de Iluminação Pública da Prefeitura de Belo Horizonte para um projeto de iluminação pública eficiente é a distância máxima entre postes de iluminação, em linha reta, de 40 metros. Em algumas vias do interior do bairro, essa distância não é respeitada. Este fator, juntamente com o elevado número de lotes desocupados, pode contribuir para a sensação de insegurança causada nos moradores ao transitarem durante a noite.


Equipamentos Públicos

Equipamentos Públicos


Em relação aos equipamentos públicos, é evidente que o Bairro Jardim Canadá carece de espaços públicos de lazer com caráter de permanência. O bairro conta somente com uma praça - a praça Quatro Elementos, localizada entre as avenidas Montreal e Quebec - que por sua vez apresenta pouca arborização e iluminação, além de aparentar não ter muita manutenção. A praça conta com uma quadra de esportes, playground e também alguns mobiliários para exercícios físicos. Porém, mesmo que ela atenda uma parte da população, os moradores da região sul do bairro, que fica mais distante, tem mais dificuldade de acessá-la.

O Jardim Canadá conta também com um Posto da Polícia Militar (ícone vermelho), uma Unidade Básica de Saúde (ícone azul claro), uma creche municipal (ícone roxo) e uma escola estadual (ícone amarelo). Analisando esses equipamentos comunitários sob um raio de abrangência de 400 metros (800 metros para equipamentos de saúde), também é possível perceber que o Jardim Canadá não é totalmente atendido em termos de Educação, Segurança e Saúde pública.

Pontos de Ônibus

Quanto a oferta de linhas de Ônibus, é possível perceber que, mais uma vez, o bairro não é inteiramente atendido: somente 3 linhas percorrem o interior do bairro (porção Sul) e 2 outras fazem acesso pela BR-040.


Propostas

A partir da análise das deficiências e potencialidades do Jardim Canadá feita na primeira parte do nosso trabalho, traçamos algumas propostas de infra-estrutura para o bairro:

- Reparcelamento dos grandes lotes na ZEEU (Zona Especial de Expansão Urbana), tendo como prioridade o uso residencial e comercial de pequeno porte;

Localização da ZEEU
Parcelamento da ZEEU


Proposta de infraestrutura

- Implantação de seis novas creches, sendo uma delas alocada na designada área de expansão, e duas novas escolas, sempre tendo em mente o raio de abrangência de atendimento de 400m;

Proposta de novas praças

- Requalificação da Praça Quatro Elementos, assim como a implantação de quatro novas praças, sendo uma delas alocada na área de expansão;

Pontos de Ônibus

- Mudança das rotas das linhas internas sentido Retiro das pedras - de modo a atender o bairro de forma mais abrangente;

- Requalificação da passarela de pedestres existente na travessia da BR-040;

- Implantação de circulação de pedestres associada ao túnel existente;

Iluminação - poste.png

- Adequação da Iluminação Pública aos parâmetros urbanísticos (respeitando a distância máxima entre postes de 40m), com aproveitamento da estrutura existente, assim como a análise e requalificação do projeto de iluminação dos espaços públicos de interesse, como praças, escolas, hospitais, etc, tendo como objetivo criar maiores possibilidades de uso do espaço público para os habitantes do bairro. Além disso foi definido um poste que atende as necessidades de carros e pedestres em diferentes níveis (como visto na imagem ao lado).

- Adoção de políticas de incentivo às empresas e indústrias existentes à arborização do entorno, de modo a reduzir os impactos causados pela atividade mineradora e a requalificar a ambientação do bairro.

Loteamento e Urbanização da ZEEU

Como visto anteriormente o grupo propôs o reparcelamento dos grandes lotes na Zona Especial de Expansão Urbana. Nessa nova área, seria limitado a altimetria das edificações, além de exigências de arborização e calçamento mais rígidos. Seria ainda priorizado o deslocamento de pedestre com manutenção intensa das faixas de pedestre e calçadas, além de iluminação pública bilateral, como já visto anteriormente.

Loteamento e urbanização da ZEEU
Loteamento e urbanização da ZEEU


Foi proposto também uma nova praça para essa área. Para evitar custos excessivos de implantação e manutenção, as dimensões dessa praça são consideravelmente menores que a Praça dos Quatro Elementos. Porém suas características são ainda muito atrativas para permanência e apropriação dos moradores. Vegetação abundante e localização favorável fazem dessa praça um novo ponto de encontro do lado lesta da BR-040.

Loteamento e urbanização da ZEEU - nova praça
Loteamento e urbanização da ZEEU - nova praça


Referência de mobiliário de espaço público que se integra aos espaço construído. Foram propostos mobiliário fixos que minimizem a possibilidade de depredação e a necessidade de manutenção.

Loteamento e urbanização da ZEEU - Mobiliário
Loteamento e urbanização da ZEEU - Mobiliário


Praça dos Quatro Elementos

Um dos grandes problemas da Praça dos Quatro Elementos é sua extensão. Uma praça muito grande exige manutenção e que muitas vezes não é a prioridade do município. Nessa proposta sugerimos um investimento público inicial para atrair os moradores e assim estimular sua apropriação. Com o movimento da praça, o poder privado se intensificaria ao redor e criaria assim um núcleo comercial destinado aos moradores do bairro.

Para a Praça dos Quatro Elementos o grupo propôs a qualificação dos equipamentos existentes. A quadra, o parquinho e a academia seriam reformados para atrair usuários para a praça. Para possibilitar permanência prolongada e diminuir os efeitos da Mina no ambiente, seria incluído uma intensa arborização de médio e grande porte no entorno da praça e próximo aos equipamentos, como vemos nas imagens abaixo.


Qualificação da praça Quatro Elementos
Qualificação da praça Quatro Elementos
Qualificação da praça Quatro Elementos
Qualificação da praça Quatro Elementos


Síntese

Síntese da Proposta


Referências

ECODEBATE. Nota do Movimento Capão Xavier Vivo contra a ampliação da Mina Capão Xavier, em Nova Lima. Disponível em: <https://www.ecodebate.com.br/2009/02/18/nota-do-movimento-capao-xavier-vivo-contra-a-ampliacao-da-mina-capao-xavier-em-nova-lima/>. Acesso em Mai, 2017

INFOMET. Nova Lima tem muito ferro e pouco sossego. Disponível em: <http://www.infomet.com.br/site/noticias-mobile-ler.php?org=&rs=&cod=23732>. Acesso em Mai, 2017

PERFIL, Revista. O poder do Jardim Canadá. Disponível em: <http://www.novalimaperfil.com.br/site_nlperfil/index.php?option=com_content&view=article&id=58:o-poder-do-jardim-canada&catid=8:economia&Itemid=18>. Acesso em Mai, 2017

PRAXIS, Cidadanias Construtivas. Aspectos socioeconômicos do Bairro Jardim Canadá. Disponível em: <http://www.arq.ufmg.br/praxis/blog/artesanias_construtivas/?p=69>. Acesso em Mai, 2017

PRAXIS, Diálogos - Bairro Jardim Canadá. Bairro Jardim Canadá. Disponível em: <http://www.arq.ufmg.br/praxis/blog/dialogos_jardim_canada/?p=54>. Acesso em Mai, 2017

ZMITROWICZ, W.; NETO, G. A. Infra-estrutura Urbana São Paulo: EPUSP, 1997. (Texto Técnico da Escola Politécnica da USP, Departamento de Engenharia de Construção Civil, TT/PCC/17)