URB053 - Projeto Paisagístico

De Projeto Paisagístico
Ir para: navegação, pesquisa

Disciplina

URB 053 - PROJETO PAISAGÍSTICO

Créditos / Carga horária

03 créditos / 45 horas

Professor

Marcelo Maia

Ementa

Conceitos e métodos de projetos paisagísticos em suas diferentes escalas territoriais. Condicionantes e recursos ambientais e urbanísticos. Desenvolvimento de prática projetual aplicada em uma escala especifica.

Objetivos

Ao final do semestre o aluno deverá ser capaz de elaborar projetos paisagísticos em espaços livres de uso público considerando as diversas escalas do ambiente urbano. Os projetos deverão acompanhar estratégia conceitual sensível às questões sociais, políticas, econômicas e ambientais do local. O aluno deverá ao final do semestre compreender as dinâmicas dos elementos que constituem a paisagem urbana bem como apresentar domínio instrumental técnico de intervenção.

Objetivos Específicos

  • Criticar e analisar aspectos sociais, econômicos e políticos da "natureza" no urbano contemporâneo;
  • Identificar e discutir processos de transformação da paisagem afetados por intervenções infraestruturais;
  • Identificar as sucessões históricas dos aspectos sociais, econômicos e culturais analisando criticamente as tendências de transformação em cada um destes aspectos no contexto do projeto;
  • Cartografar toda a informação necessária para construir de forma clara a proposta de um projeto paisagístico;
  • Discutir e propor processos/metodologias de transformação da paisagem que dialogue continuamente com a população;
  • Entender a cidade como natureza e reestabelecer conexões sistêmicas no ambiente construído: noções de sustentabilidade;

Métodos de ensino

As práticas metodológicas de ensino se distribuem e desenvolvem da seguinte forma:

  • aulas expositivas com conteúdos, teorias e conceitos abordados ao longo do desenvolvimento dos trabalhos práticos; pesquisa bibliográfica e discussões em sala sobre os temas em questão. leitura e fichamento de textos;
  • seminários para contextualização e aplicação prática dos conteúdos, teorias e conceitos abordados nos projetos desenvolvidos. apresentação e discussão dos projetos pelos grupos;

Estas práticas incluem:

  • coleta de dados e registros audiovisuais para elaboração de mapeamentos, diagramas e relatórios técnicos;
  • desenvolvimento de trabalho coletivo em plataforma wiki;
  • uso sensível de fotografia, vídeos e diagramas para percepção e análise crítica dos dados levantados e
  • elaboração de projeto técnico.

Conteúdo das aulas expositivas

Ver temas.

Métodos de avaliação

  • TP1a + seminário 1 - 30 pontos
  • TP1b + seminário 2 - 40 pontos
  • atividades práticas em sala - 30 pontos

Bibliografia básica

BOERI, Stefano; KOOLHAAS, Rem. Mutations. Barcelona: ACTAR, 2001. (texto utilizado: “Paisajes" p.151 a 161)

SANTOS, Milton. Metamorfoses do espaço habitado. São Paulo: EDUSP, 2004. (texto utilizado: “Paisagem e espaço” p.67 a 81)

JACOBS, Jane. Morte e vida de grandes cidades. São Paulo: Martins Fontes, 2003. (texto utilizado: "O tipo de Problema que é a Cidade" p.477 a 499)

BARNETT, Jonathan. City design: modernist, traditional, green, and systems perspectives. New York: Routledge, 2011. (texto utilizado: “Green city design and climate change" p.109 a 157)

SOLÀ-MORALES, Ignase de. Territórios. Barcelona: Gustavo Gilli, 2002. (textos utilizados: “Terrain Vague” p. e “Representaciones: de la ciudad-capital a la metrópoli” p.55 a 75)

STEEL, Carolyn. Hungry city: How food shapes our lives. London: Vintage Digital, 2013. (textos utilizados: “The first cities” e “Sitopia”)

VAZQUES, Carlos G. Ciudad hojaldre: visiones urbanas del siglo XXI“. Barcelona: Gustavo Gilli, 2004. La vision organicista de la ciudad”; “La ciudad como naturaleza”; “Apendice 3 Tokyo” 119 a 169

HALL, Peter; HARVEY, David; SENNET, Richard; SASSEN, Saskia; LERUP, Lars; SOJA, Edward. Mega cities: exploring a sustainable future. Rotterdam: nai010 publishers, 2013.

Bibliografia complementar

ARAÚJO, Gustavo H. S., ALMEIDA, Josimar R. e GUERRA, Antonio J. T. Gestão Ambiental de Áreas Degradadas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.

BARBOSA, Antônio A. M. Entrevista com Fernando Chacel. Disponível em www.vitruvius.com.br/arquitextos. Acesso em 01.11.2005.

FRANCO, Maria de Assunção R. Desenho Ambiental. Uma introdução à arquitetura da Paisagem com o paradigma ecológico. São Paulo: Annablume, 1997.

LEITE, Maria Ângela F. P. Destruição ou Desconstrução? Questões da paisagem e tendências de regionalização. São Paulo: Hucitec, 1994.

LORENZI, Harri. Árvores Brasileiras. Manual de Identificação e Cultivo de Plantas Arbóreas Nativas do Brasil. Nova Odessa/SP: Editora Plastarum, 1992.

MACEDO, Silvio S. História do Paisagismo no Brasil. São Paulo: Projeto Quapá, 2003.

MACIEL, Marieta C. O projeto em arquitetura paisagística: Parques e praças públicas em Belo Horizonte. Tese de doutoramento. FAU-USP, 1998.

PENTEADO, Homero M. e KASER, Carla C. Ecologia da Paisagem em Projetos de Orlas Fluviais Urbanas. Anais do I Seminário Nacional sobre Regeneração Ambiental de Cidades: Águas Urbanas. 2005.

ROMERO, Marta A. B. A Arquitetura Bioclimática do Espaço Público. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2001.

SANTOS, Elida D., SIQUEIRA, Lucia A. e MARANHÃO, Maria Helena P. G. Espaços Urbanos Seguros. Recomendações de projetos e gestão comunitária de espaços urbanos seguros. Adaptado e elaborado com autorização do Ministério de Vivienda y Urbanismo e de Chile. 2004.

MOSTAFAVI, Mohsen. Ecological Urbanism. livro disponível para download aqui.